all about me...:

site

livejournal

flickr dccplay

flickr dccplay2

blip.fm

tumblr

soundcloud

sábado, Outubro 27, 2012

Das linhas, das formas, das luzes

 

Tens-te numas linhas que tento descoser para te libertar às formas, das cordas, que te expandam para fora dos limites onde estiveste delineado. Sais na estação e envolves-te nos novos limites do tempo, à medida que os relógios precisam de corda, e que as luvas reaquecem o corpo gelado pelo fumo, que aprofunda o interior e tinge a calçada. Apressados, numa multidão entre partidas e chegadas. A vida num terminal de comboios faz um fardo de melancolia e tece constantemente a memória. À procura de rostos entre rostos, o som pinga com a chuva, e o cinzento dá-se às cores aguardadas quando o céu abre um pouco. O dia sobrepõe-se à noite, a cidade foi sempre das luzes.